Condução sustentável: o que é?

Sabia que a condução sustentável é boa para o ambiente e reduz os gastos com combustível? Vejamos todos os seus benefícios.
Home > Condução sustentável: o que é?
Home > Condução sustentável: o que é?

O que é a condução sustentável?

A condução eficiente, sustentável ou ecológica é uma forma de conduzir que visa reduzir as emissões de CO2 enquanto poupa combustível. Também torna a condução mais segura.

O termo não é novo, uma vez que tem origem na Escola Nacional de Condução Sueca em 1998 e generalizou-se a partir do ano 2000. No entanto, é agora mais popular do que nunca devido aos altos preços dos combustíveis.

Vantagens da condução sustentável

A condução sustentável tem vantagens para todos, incluindo o meio ambiente, o condutor e o veículo. Vejamos mais especificamente.

  •   Vantagens para o meio ambiente:
    • 15% de redução das emissões de CO2
    • Menor poluição sonora
  • Vantagens para o condutor:
    •  Poupança de combustível entre 10 e 25%.
    • Redução da quantidade e da gravidade dos acidentes
    • Condução calma e sem stress, 35% mais confortável
  • Vantagens para o carro:
    • Menos desgaste no veículo, incluindo travões, caixa de velocidades, embraiagem e motor.
    • Poupança nos custos de manutenção

Conselhos para uma condução sustentável

Para conduzir de forma sustentável, deve seguir uma série de dicas básicas, tais como evitar travagens bruscas, conduzir a uma velocidade constante e não demasiado rápida (90 km/h na auto-estrada), conduzir em altas velocidades para evitar rotações elevadas e aproveitar as colinas.

Se a isso soma-se as corretas mudanças de velocidade, evitando acelerações e respeitando sempre os limites de velocidade, conseguirá uma condução eficiente. Além disso, aqui partilhamos mais algumas dicas para poupar ainda mais gasolina. 

Evitar o excesso de peso

Está a carregar demasiado peso no seu carro? Não deve. Quanto mais pesado estiver, mais combustível será necessário para superar a resistência do ar para o mover. Assim, evite transportar artigos desnecessários, especialmente em cima do carro.

Além disso, o excesso de peso fará com que precise de uma pressão mais elevada nos pneus, causando mais desgaste a longo prazo, desperdiçando dinheiro e poluindo o ambiente.

Organizar a sua rota com antecedência

Para poder conduzir de forma sustentável, é importante organizar a rota e preparar tudo com antecedência. Saia com tempo para não ter de acelerar, evitando os riscos das altas velocidades e o stress ao volante.

Por outro lado, consulte as possíveis obras rodoviárias, planeando um percurso que as evite. As obras e paragens na estrada geram mais tempo em marcha lenta e mais mudanças de velocidade e travagens, o que aumenta o consumo de combustível. Se vai fazer uma viagem longa, tente evitar a todo o custo os cruzamentos e as cidades costeiras, conduzindo sempre pela estrada.  

O planeamento adequado de rotas também inclui a supervisão do veículo. Troque o óleo e os filtros quando recomendado pelo fabricante. Além disso, esteja atento à pressão dos pneus e aos desgastes anormais. Os pneus devem ser trocados quando os desenhos já estiverem desgastados.

Antecipar-se às horas de ponta

A antecipação e o planeamento não são apenas úteis para evitar as pressas ou as obras na estrada. Também ajuda a evitar as horas de ponta e os congestionamentos. Estas horas de ponta causam paragens, excessos de velocidade e muitas travagens, o que aumenta o consumo de combustível. Por outro lado, multiplicam o stress do condutor, aumentando o risco de um acidente.

Para evitar os congestionamentos, é melhor conduzir em horas de menor tráfico, de preferência em dias de semana durante o horário de trabalho. Se ficar preso num congestionamento, mantenha-se calmo e não tente compensar o tempo perdido, indo mais depressa do que deve, pois não vale a pena.

Climatização automática

O uso de sistemas de climatização, como o ar condicionado, aumenta o consumo de gasolina. Por conseguinte, deve ser utilizado com parcimônia e não excessivamente. Em vez disso, é melhor arrefecer o carro antes de sair, abrindo as janelas quando o carro estiver parado.

Mas não pense que abrir as janelas é melhor do que usar o ar. Na estrada, a resistência do ar é elevada, pelo que abrir as janelas aumentará ainda mais o consumo de combustível do que o uso do ar. Nas cidades ocorre o contrário: o melhor será abrir as janelas do que usar o ar condicionado para arrefecer o carro.

Evitar a marcha lenta

As paragens consomem gasolina, pois ter o carro em marcha lenta gasta combustível. De facto, a marcha lenta durante mais de 10 consome mais combustível do que se parar o carro de todo e voltar a colocá-lo em marcha.

Por isso, evite a marcha lenta para uma condução sustentável. É aqui que o planeamento entra em jogo e evita, tanto quanto possível, a condução na cidade, utilizando, em vez disso, estradas circulares. Em caso de congestionamento, desligue o motor se ficar parado por mais de 60 segundos.Se estiver preocupado com o arrefecimento do carro, os aquecedores de cabina ou os aquecedores de refrigeração são uma boa opção. São especificamente concebidos para reduzir a sua dependência da marcha lenta e poupar combustível em congestionamentos e paragens curtas, sem que o motor sofra.