O que é o Éter?

Na química orgânica, chama-se Éter a todo o grupo do tipo R-O-R, embora esta não seja a sua definição mais popular. Na verdade, é a versão mais famosa do éter etílico, ou etoxietano, chamado apenas Éter.

Trata-se assim de um líquido incolor, um inflamável tão baixo quanto 34,5ºC e que se solidifica a temperaturas muito frias, menos de -116ºC. Leva-se a crer que foi descoberto por Ramón Llull em 1275, ainda que não haja provas. O que se sabe ao certo é que Valerius Cordus o sintetizou pela primeira vez em 1540, chamando-lhe “óleo doce de vitríolo”, destilando ácido sulfúrico e etanol, recebendo o seu nome original em 1730, por August Sigmund Frobenius.

Para que serve o Éter?

O éter etílico começou a ser utilizado como um analgésico do século XIX, mas agora é raramente utilizado. A razão é que irrita alguns dos pacientes e é altamente inflamável. No entanto, ainda é utilizado para anestesiar carraças antes de as eliminar.

O seu uso anestésico evoluiu para uma droga recreativa. É muitas vezes misturado com álcool ou etanol para uso recreativo (retarda o metabolismo do álcool) ou para snifar. Embora menos tóxico que os outros solventes, mantém-se perigoso de uso, razão pela qual não é uma droga tão popular.

Os seus usos mais populares na atualidade são para solventes industriais, já que consegue dissolver enxofre, fósforo e gorduras com alta eficácia. É também utilizado em fábricas de explosivos.

Qual é o principal uso de Éter de petróleo?

O Éter de petróleo ou benzeno é totalmente diferente do original. Obtém-se diretamente do petróleo nas suas refinarias, sendo uma parte intermédia do seu destilado. Na realidade, é uma mistura de hidrocarbonetos e não um grupo de éter químico, assim não se pode considerar da mesma família ainda que tenha o mesmo nome.

É utilizado como solvente não polar, muito útil para dissolver azeite, graxa e cera. Por isso, poderá vê-lo em lavandarias, em compostos para limpezas de motores e máquinas e para limpeza de tapetes, estofos e secretárias. Por outro lado, é utilizado como detergente, inseticida e, também, como combustível, bem como estar presente na composição de vernizes e tintas.