Gases de combustão

Existem basicamente dois tipos de gases que são libertados no processo de combustão, os gases inofensivos e os gases poluentes.

Gases inofensivos

Os gases inofensivos são compostos por nitrogênio, oxigênio, dióxido de carbono, vapor de água e hidrogênio.

  • Nitrogénio: é um gás inerte, está no ambiente e quando exposto a altas temperaturas cria óxido de nitrogénio.
  • Oxigénio: é o principal gás do processo de combustão e quando não reúne as condições adequadas para a oxidação, é expelido juntamente com o resto dos gases através do tubo de escape.
  • Vapor de água: é isto que provoca o processo de combustão quando o hidrogênio é oxidado.
  • Dióxido de carbono: quando a combustão se completa, não é perigoso, mas quando a sua concentração é muito elevada, contribui para o efeito de estufa.

Gases poluentes

Os gases poluentes consistem em monóxido de carbono, hidrocarbonetos, óxido de nitrogênio e chumbo.

  • Monóxido de carbono: quando a quantidade no ar é muito elevada e dura muito tempo, pode causar algumas doenças até mesmo fatais. Uma delas é a carboxihemoglobina, quando um complexo estável de monóxido de carbono e hemoglobina forma-se nos glóbulos vermelhos, a molécula responsável pelo transporte do oxigénio dos pulmões para todos os tecidos do corpo.
  • Hidrocarbonetos: dependendo de como são compostos, podem ser nocivos. O benzeno causa irritação na pele, irritação ocular, dores de cabeça e muitos outros sintomas. Pode mesmo levar ao cancro.
  • Óxido de nitrogênio: com a concentração deste e dos seus derivados expostos à umidade do ar, pode provocar a chuva ácida, que pode recair num local diferente daquele em que a poluição foi gerada.
  • Chumbo: é o metal mais perigoso que existe e está presente nos aditivos de combustível. Quando uma pessoa é exposta à inalação de chumbo, pode causar trombos ou coágulos sanguíneos. O chumbo está incluído nos combustíveis para aumentar o nível de octanos. Por outro lado, nos combustíveis sem chumbo, este foi substituído por outros elementos que poluem menos, mas mantêm o nível de octanos elevado.